Brava Gente Brasileira

Genealogia no Brasil   |   bravagentebrasileira.genea@gmail.com

Mapa do Site: navegação

Foto da família em toalhas!

Tenha um jogo de toalhas totalmente personalizado com a foto da sua família!   Você pode mandar imprimir  uma foto da família recente e/ou de seus ancestrais. Pode ter uma toalha com a foto de cada um de casa. O que você quiser!  Enxugarte

12 razões para genealogizar

  1. Validar  histórias de família — determinar se as histórias de família sobre os seus ancestrais são verdadeiras.
  2. Compreender um fato da História  — obter melhor compreensão do envolvimento de um ancestral em um fato histórico.
  3. Explorar a contribuição das famílias à construção do País — pesquisar a resiliência das famílias que sobreviveram às vicissitudes de guerra, imigração, pobreza ou escravidão; estudar o sucesso na integração além das fronteiras raciais ou nacionais; investigar conquistas empreendedoras: comerciais, agrícolas, educacionais, industriais etc.
                                                    Leia mais 

Aviso Importante

Os editores deste website não fazem pesquisa genealógica para terceiros. Mas têm muito prazer em compartilhar o que aprenderam ao longo de suas pesquisas dentro e fora da Internet. Daí a razão deste site!



Voltar a Home Page

O que é Genealogia?

Genealogia é o ramo da História que se dedica ao estudo das famílias, à sua origem, dinâmica e evolução, descrevendo a sucessão de gerações, em sentido ascendente ou descendente. Sempre que possível, o estudo traça os dados vitais e  as biografias dos seus membros. Portanto, Genealogia estuda a história das famílias.

Embora seja ciência auxiliar da História,  sua importância reside na descrição de indivíduos, independentemente de suas relevâncias.  Isso porque todos esses indivíduos construíram suas vidas inseridos na sociedade a que pertenciam e vivenciando a mentalidade de suas épocas.   


O que não é Genealogia............

Genealogia, enquanto estudo social,  não é investigação genética, não é ensaio de proselitismo religioso, não é descrição de mitos e não é foco
de arbitragem moral. É História das Famílias... 

Saiba mais 

Álbum de Família

Compartilhe e Interaja

     

Site premiado


Oportunidade


 *   *   *   




Dicas de Ocasião



Profissões e Parentescos: termos antigos

Almocreve

Pessoa que conduz bestas de carga

Almotacés

[Brasil  História] Um juiz de paz (v ) que julgava apenas casos relacionados a obras e construções

Aparadeira

Parteira, mulher que assiste aos partos e ministra primeiros socorros às parturientes e apara o nascituro

Artista

1)      Pessoa que exerce uma das belas-artes

2)     Pessoa que exerce um ofício de manufatura: artífice, artesão

3)     Operário especializado em determinado tipo de trabalho

Cabreiro

Pastor, proprietário  ou aquele que trata de cabras

Caiador

1.         Que caia, que faz caiação

2.        Aquele que pinta com cal

3.        Pintor de brocha

Caminheiro

Trabalhador de passagem por algum sítio, jornaleiro (v )

Cangueiro

1.    Tripulante do cangueiro (barco de fundo chato)   Também cangueireiro

2.    Profissional  que fabrica ou conserta cangas (haste  que une os bois de uma junta ou que une a carga de dois carregadores)

Capitalista

Diz-se de pessoa que vive da renda de um capital, cuja principal condição ou atividade econômica é o investimento lucrativo de capital

Carregador

1.   Pessoa que embarca carga (em navio)

2.  Pessoa que faz serviços  de fretes

3.   O que faz serviço braçal em estação de  estrada de ferro

4.   Soldado que põe a munição em peças de artilharia  

5.   Indivíduo que transporta carga, mercadorias, malas  

 

Carreiro

1.   Aquele que conduz o carro de boi; guieiro

2.      [Brasil]: cocheiro, boleeiro

 

 

Carroceiro

1.    Quem conduz carroça

 

3.    Aquele que faz fretes com carroça    

Caseiro

1.   Arrendatário de casa ou propriedade  

2.  O que dirige a cultura de pequena propriedade agrícola alheia  

3.   O que se encarrega da guarda e conservação de casa de veraneio  

Cocheiro

 Aquele que dirige os cavalos de carruagem ou outro veículo hipomóvel;  boleeiro  

Comadre 

1.   Madrinha de uma pessoa (em batizado, crisma etc ) em relação aos pais desta pessoa

 

2.  Mãe de uma pessoa (batizada, crismada etc ) em relação aos padrinhos desta pessoa

 

3. ( Fam)  Amiga, companheira

 

4.  [Pop]  Forma de tratamento para mulher com a qual se mantém algum relacionamento

 

5.   [Pop ] Vizinha

 

4.  Parteira, em relação a pais ou padrinhos do nascituro

 

5.   Mãe do genro ou da nora, em relação aos pais deste  (Termo atual: consogra)

Compadre

1.   O padrinho de pessoa batizada  ou crismada em relação ao pai dela, ou este em relação ao padrinho

 

2.    (Pop) Amigo íntimo, camarada; tratamento que se dá a amigos, conhecidos, vizinhos etc

 

3.   Pai do genro ou da nora, em relação aos pais deste  (Termo atual: consogro) 

 

4.   (Pop ) Sócio

Contador da sisa

Encarregado do recolhimento dos tributos sobre vendas de imóveis, a  sisa (v  abaixo)

 

Sisa: imposto de transmissão,    tributo sobre compras e vendas, especialmente de bens imóveis, pago ao Estado   

Contador dos contos

Encarregado da contadoria do Tesouro Real (o que vale dizer em termos de Absolutismo, nacional)

Contador dos fundos

Encarregado principal de uma contadoria  (termo atual:contabilista)

Empregado de juízo que tem a seu cargo as contas das custas e salários dos processos

Empregado da administração que tem a seu cargo a contadoria do tesouro público

 

CorReio

Indivíduo que transporta o corReio de uma localidade a outra  

 

Criado de servir

1.    Empregado doméstico

2.   Copeiro

do cabido

1.    Da Corporação dos cônegos de sé ou colegiada

2.   Da Corporação ou conjunto de cônegos de uma catedral 
(encontra-se geralmente as expressões:  ‘empregado do cabido’, ‘criado do cabido’)

 

Ermitão / ermitoa

Pessoa  que cuida de ermida (v  abaixo)

Zelador/ zeladora de ermida

 Ermida: pequena igreja ou capela em lugar ermo ou distante  

Estanqueiro

1.   [Portugal] Dono de estanco (estanque), casa de tabaco,  tabacaria

2.  Pessoa que tem o monopólio de uma mercadoria  

3.  Em Portugal,  indivíduo que arrematou o estanque (monopólio) de algum gênero ou mercadoria; o que vende esse gênero ou mercadoria em estanque  

4.       (Ant ) Profissional que faz tanques    

Estivador

1.   Que ou aquele que estiva

2.   Que trabalha com carga e descarga de navios   

Arrumador de carga no porão

4.      Carregador de navio

5.      [Brasil]  Negociante de gêneros alimentícios, de secos e molhados

Estribeiro-mor

Intendente geral das cavalariças reais

Escudeiro

1.       Mancebo que se iniciava na carreira das armas sob orientação de um cavaleiro, ao qual se ligava e servia, levando-lhe o escudo nas viagens  

2.      Fidalgo que às vezes regia terras e era guarda de castelos

3.      Criado de graduação superior

4.      Criado particular  

Fabriqueiro

1.   Encarregado de receber as rendas da fábrica de uma igreja e de cuidar das alfaias, paramentos e administração interna da mesma igreja

2.      Cobrador dos rendimentos de uma igreja  

Filha da igreja

 Freira, mulher de vida monástica, especialmente as carmelitas  

Filho(a) da Roda

1.    Pessoa que quem de desconhecem os pais (pai e mãe)

2.  Eufemismo para bastardo(a) 

3.  Criança que foi deixada na “Roda de Misericórdia” (v  abaixo)

Nota:  A Roda de Misericórdia era uma portinhola de girar localizada na parede dos mosteiros, clausuras, conventos e de  instituições  de caridade e que  permitia às mães  solteiras  entregarem seus filhos à adoção, sem que fossem reconhecidas   Quem expunha  (expor era verbo da época para abandonar)  a criança não era visto por quem a recebia   As crianças eram enjeitadas ou pela extrema pobreza das mães por serem   fruto de "inconvenientes" relacionamentos amorosos  

 

Também chamada “ Roda dos Excluídos” ou “Roda dos Enjeitados”

Em Portugal, as Rodas de Expostos iniciaram-sem em 1498 e no Brasil, a primeira foi de Salvador, em 1726, seguida da do Rio de Janeiro, 1938  

A “Roda” acabou se institucionalizando e sendo aceita pela Coroa, com o objetivo de pôr fim aos infanticídios e acabar com o comércio ilegal de crianças  

 

E expressão chula “puta que pariu de roda” vem da Roda dos Expostos  

 

Freguês

(Ant ) Paroquiano, habitante e morador  de freguesia ou paróquia  

Ganadeiro 

1.    Proprietário de uma ganadaria (v  abaixo)

2.    Proprietário ou criador de gado vacum, embora também se possa generalizar a outras espécies de animais

3.   Criador de gado

4.  Guardador de gado

56[Portugal: Trás-os-Montes]:  possuidor de gado lanígero  

 

Notas

A)    Ganadaria
1  Nome das pastagens e parques onde se faz a criação de touros de corrida

2  Conjunto de animais pertencentes ao mesmo proprietário 

 B)    "ganadaria" “ganadeiro” são aportuguesamentos dos vocábulos em   espanhol ganadero e ganadaria (de ganado = gado)     

Guarda-freios

Empregado  de ferrovias, que vigia os fReios das linhas férreas  

2.  Empregado, que guia os carros elétricos e trâmueis

3.   otorneiro (v )

Guarda-livros

1.   Indivíduo encarregado da contabilidade de um estabelecimento

2.  Funcionário encarregado da escrituração de livros, registros da contabilidade de empresas, comércio etc  

(Termo atual: contabilista)

 

Guarda-menor

Empregado inferior dos Tribunais das Relações

Guarda-mor

1.       Empregado da alta hierarquia  dos Tribunais das Relações

2.      ( Ant ) Comandante de archeiros ou alabardeiros da casa real  

3.      Chefe de polícia aduaneira de um porto  

4.      Pessoa que representa o fisco em navios  

 

Homem de 
cavalo

[Portugal: Alvagarve  (1642)]: escudeiro

Homem pardo

1.       Mestiço de negro e branco

2.      Diz-se de pessoa mulata

Honrador

 

Hortelão / hortelã

Aquele/ aquela  que cuida ou é dono/ dona de horta;

Jornaleiro

1.       Diz-se de trabalhador que é pago por jornada, por dia

 

2.      Trabalhador ou operário que trabalha de jornal, principalmente em trabalhos agrícolas ou de construção

 

           (termo atual: diarista)

  

Juiz da terra

O mesmo que Juiz de ordenação (v )

Juiz de casamento

 (Brasil)  Juiz não togado, que julga as habilitações de nubentes perante o qual se realiza o casamento  

Juiz de DiReito

1.       Magistrado de direito, ou seja, aquele que integra a magistratura por haver ingressado na respectiva carreira segundo os preceitos da lei,

2.      Juiz togado

3.      Magistrado  que, em sua comarca, julga as causas segundo as evidências apresentadas e sua interpretação da lei   

Juiz de fora

1.       Magistrado nomeado pelo Rei de Portugal dentre bacharéis letrados (formados em DiReito), com a finalidade de ser o suporte do Rei nas localidades, garantindo a aplicação das ordenações gerais do Reino

 

2.      Juiz que atuava em concelhos onde era necessária a intervenção de um juiz isento e imparcial, que normalmente seria de fora da localidade  Cargo surgido no Reinado de Afonso IV  Em muitos momentos,  juízes de fora assumiam também papel político, sendo indicados para presidir câmaras municipais como uma forma de controlar   o poder  na vida municipal

Juiz de inconfidência

 

(Ant )   O que julgava os crimes de alta traição à Coroa portuguesa   

Juiz de ordenação

 

 Juiz ordinário de uma  localidade, eleito  pela comunidade,  sendo ou não formado em DiReito,  e que apreciava  as causas em que se aplicavam os forais, isto é, o diReito local, e cuja jurisdição era simbolizada pelo bastão vermelho que empunhavam  

 

 

Juiz de paz

 (Ant)  Autoridade judicial (formada ou não em DiReito) que era eleita numa vila ou  distrito e a quem era dado  julgar pequenas causas, passíveis de subir, em recurso, a instância de juízes de Direito  

Juiz de vintena

Juiz de paz (v ) para os lugares com mais de 20 famílias, e que decidia verbalmente pequenas causas cíveis, sem direito a apelação ou agravo (nomeado por um ano pela Câmara Municipal)

Juiz do povo

[Brasil] Juiz arbitral  eleito pela comunidade, juiz de paz

Juiz dos órfãos

1.       O que regulava todos os assuntos respeitantes aos órfãos   de qualquer localidade acima de 400 habitantes, de acordo com instruções das Ordenações Filipinas  

 

2.      Magistrado, formado ou não em DiReito, eleito pela comunidade, com a função de serem guardiões dos órfãos e das heranças, solucionando as questões 

 

Nota: O termo “órfão” não deve ser entendido estritamente, pois pode representar menores órfãos de pai e mãe e também  os “órfãos de pais vivos”, ou seja, menores abandonados por uma ou outra razão  

Juiz dos Verdes e Montados

Representante do Rei que distribuía  coutos ou  coutadas 
(v  abaixo)  aos lavradores  — uma por lavrador, independentemente do número de terras possuídas em campo  

 

Couto ou Coutada: Terra onde era proibido caçar e era dada a pastar ao gado ovino, caprino, suíno, bovino, 
muar  e equino     

Juiz ordinário

O mesmo que Juiz de ordenação (v )

Juiz togado

 [Brasil] O mesmo que Juiz de DiReito (v )

Lavrador 

 

Lavrador

1.       Aquele que lavra, que trabalha na lavoura;

2.      Aquele que tem propriedades lavradias;

3.      Agricultor

4.      [Brasil: NE] Aquele que planta cana-de-açúcar em terreno de outrem, a quem paga com parte de sua produção   

5.      [Portugal]  Proprietário de salinas, marnoto (v)

Marfado

1.       Ofendido, amuado, aborrecido, irritado

2.      [Portugal: Algarve] Hidrófobo

Marnoto/ marnoteiro

Pessoa que trabalha nas salinas  

Mineiro

1.       Que diz respeito a mina: Indústria mineira  

2.      Local em que existem minas  

3.      Proprietário de minas

4.      Aquele que trabalha em minas

5.      [Brasil] Pessoa que trabalha na extração da erva-mate   

6.      Que é natural  do Estado (Capitania ou Província) de  Minas Gerais, Brasil

7.      Que se refere ao Estado de Minas Gerais

Morador 

1.       Residente, habitante

2.      Agregado

3.      [Brasil: NE] Trabalhador que reside em propriedade rural

4.      [Brasil: NE] Caseiro

5.      [Portugal] Inquilino

Motorneiro

[Brasil] Profissional que dirige bonde (v)

[Brasil] Indivíduo que dirige veículo a motor ou opera um motor    

Bonde [Brasil]: trâmuei , veículo que se move  sobre carris de ferro

Mouro

1.       Aquele que não foi batizado, e por isso era considerado pagão pelos cristãos Ex: “Quem não tem padrinho morre mouro”

2.      Indivíduo árabe ou berbere habitante da Mauritânia, Marrocos, ou em geral do Norte de África

3.      Curandeiro  que faz mezinhas, poções  e rezas utilizando  suras (versículos) do Alcorão

Mulato livre

Mestiço alforriado

Negociante

 

Negociante

1.       Aquele que vive dos negócios, de qualquer tipo de comércio; comerciante; empresário; mercador  

 

2.      Aquele que vive dos lucros das compras e vendas, homem de negócios

no Juiz

 [Brasil: pop ]  Pessoa casada em cerimônia civil  
Mulher casada no padre e no juiz”: expressão popular do início do século XX: dizia-se de  mulher casada em cerimônias religiosa e civil   

Operário do comércio 

Comerciário

Trabalhador em firma de comércio

Ouvidor

1.       Aquele que, por posto ou função, é encarregado de defender o cidadão diante dos poderes público   

2.      [Brasil  História]  Juiz nomeado pelo donatário designado pelo Rei de Portugal, durante o período colonial  

3.      [Brasil  História]  Magistrado que possuía as funções exercidas atualmente por um juiz de diReito

Ouvidor da Comarca

[Brasil  História]  O administrador da Justiça em cada uma das Capitanias  

Ouvidor do mestrado

Cargo de hierarquia de ordens religioso-militares como  Ordem de Cristo, Ordem de Avis e Ordem de Santiago  

Ouvidor-geral

O mais alto cargo da Justiça no Brasil Colinal  Superintendente de todos os ouvidores de Comarca  O Administrador  geral da Justiça

Patrão

Dono de estabelecimento

Pé de altar

Provento resultante, para um religioso, das contribuições relativas ao casamento, a um batizado, às cerimônias fúnebres  (Termo moderno: espórtula)

Picheleiro

1.       O que faz ou vende pichéis ou obras de estanho

2.      Canalizador

3.      Encanador (termo moderno) 

Porcariço

O mesmo que porqueiro (v )

Porqueiro

1.       o pastor ou o encarregado de tratar  porcos

2.      Guardador de porcos

 

Porteiro (ou Ofício de Porteiro)

1.       Indivíduo que está à porta das Casas [da Administração], Tribunais e Conventos, para falar a quem vem a elas

2.      Oficial Público, deputado para apregoar os bens nos leilões e almoedas judiciais 
(PeReira e Souza, Dicionário Jurídico,                   , grafia atualizada)

3.      (Ant )    Cobrador de diReitos reais  

 

Posteiro

1.       [Brasil] Vigia de gado

2.      Homem que mora no posto (v) de uma fazenda  

3.      Ordenhador

 

Posto de fazenda [Brasil] Casa distante de uma fazenda de criação da qual faz parte,    geralmente  ocupada apenas para ordenha e queijaria  

Professo (a)

1.       Substantivo que  conota aquele(a) que   faz votos numa ordem religiosa

2.      Adjetivo referente a uma ordem religiosa ou a religiosos que fizeram votos

Provedor

[Ant  Brasil e Portugal]  Encarregado superior ao juiz de órfão  presente nas instituições de caridade (hospitais e irmandades) nomeado para a legitimação de testamentos que quando feitos verbalmente geravam  muitos problemas 

Recoveiro

O mesmo que almocreve (v)

Remador

Aquele que rema  por profissão  

Rendeira

1.       Mulher que faz ou vende rendas

2.      Mulher que toma de arrendamento propriedades rústicas   

3.      Mulher que deu de renda alguma propriedade  

4.      Mulher que arrenda ou aluga a outrem uma propriedade

5.      Mulher (esposa) de rendeiro (v )

Rendeiro

1.       Aquele que arrenda imóveis ou dinheiro obrigando-se a um pagamento periódico

 

2.      Aquele que arrenda propriedade rural

 

Rendeiro das  miunças  (ant  meunças) = Rendeiro de miúças

1.       Aquele que recebe dízimos eclesiásticos pagos em gêneros por miúdo:  como frangos, cabras, ovelhas, porcos, leite, pães, ovos, etc

2.       [Brasil: NE]   pessoa que arrenda gado caprino e ovino  

Retireiro

[Brasil: SE] Ordenhador

[Brasil: SP MT MS]  Aquele que, num retiro, guarda certa porção de gado  

Seareiro

1.       Cultivador de searas (plantações)   

2.      Indivíduo que cultiva seara

3.      Lavrador que cultiva um pequeno campo, geralmente pagando o uso da terra em pecúnia ou em gêneros   

4.      [Portugal: Minho]  Sócio que adianta o dinheiro ao caseiro para compra e venda de gado em parceria pecuária  

Serralheiro

1.       Aquele que conserta ou fabrica objetos de ferro  

2.      Artífice que constrói e repara peças e artefatos de ferro chato perfilado e chapas, tais como portões, grades de proteção, gradis, esquadrias, portas, caixilhos, vitrais etc

Tanoeiro

1.       Profissional  que fabrica ou conserta tonéis, barris, pipas e vasilhas semelhantes

2.      O que faz ou conserta vasilhas de aduela (barris, cubas, dornas, pipas, tinas etc )

Trabalhador agrícola

Aquele  que trabalha por conta de outrem na agricultura, em caráter de permanência ou eventualidade    

Tropeiro

1.       [Brasil]  Aquele que é proprietário de uma tropa de animais para transporte

2.      Aquele que conduz tropa de animais

3.      [Brasil: S] Aquele que compra e vende tropas de gado  

4.      Aquele que conduz bestas de carga ou manadas de gado grosso, como cavalos e bois  

Vedor

1.       Inspetor do Rei

2.      Administrador, inspetor, fiscal, intendente    

Zagal

1.       Pastor

2.      Ajudante ou empregado subalterno de uma fazenda de criação de gado