Brava Gente Brasileira

Genealogia no Brasil   |   bravagentebrasileira.genea@gmail.com

Mapa do Site: navegação

Foto da família em toalhas!

Tenha um jogo de toalhas totalmente personalizado com a foto da sua família!   Você pode mandar imprimir  uma foto da família recente e/ou de seus ancestrais. Pode ter uma toalha com a foto de cada um de casa. O que você quiser!  Enxugarte

12 razões para genealogizar

  1. Validar  histórias de família — determinar se as histórias de família sobre os seus ancestrais são verdadeiras.
  2. Compreender um fato da História  — obter melhor compreensão do envolvimento de um ancestral em um fato histórico.
  3. Explorar a contribuição das famílias à construção do País — pesquisar a resiliência das famílias que sobreviveram às vicissitudes de guerra, imigração, pobreza ou escravidão; estudar o sucesso na integração além das fronteiras raciais ou nacionais; investigar conquistas empreendedoras: comerciais, agrícolas, educacionais, industriais etc.
                                                    Leia mais 

Aviso Importante

Os editores deste website não fazem pesquisa genealógica para terceiros. Mas têm muito prazer em compartilhar o que aprenderam ao longo de suas pesquisas dentro e fora da Internet. Daí a razão deste site!



Voltar a Home Page

O que é Genealogia?

Genealogia é o ramo da História que se dedica ao estudo das famílias, à sua origem, dinâmica e evolução, descrevendo a sucessão de gerações, em sentido ascendente ou descendente. Sempre que possível, o estudo traça os dados vitais e  as biografias dos seus membros. Portanto, Genealogia estuda a história das famílias.

Embora seja ciência auxiliar da História,  sua importância reside na descrição de indivíduos, independentemente de suas relevâncias.  Isso porque todos esses indivíduos construíram suas vidas inseridos na sociedade a que pertenciam e vivenciando a mentalidade de suas épocas.   


O que não é Genealogia............

Genealogia, enquanto estudo social,  não é investigação genética, não é ensaio de proselitismo religioso, não é descrição de mitos e não é foco
de arbitragem moral. É História das Famílias... 

Saiba mais 

Álbum de Família

Compartilhe e Interaja

     

Site premiado


Oportunidade


 *   *   *   




Dicas de Ocasião

Livros e trababalhos acadêmicos:
Igreja Católica &  Escravidão 

  • * Alencastro, Luiz Felipe, O trato dos viventes: formação do Brasil no Atlântico Sul. São Paulo: Companhia das Letras. 2000.  


  • * Armando Lampe (edited by), Christianity in the Caribbean: essays on church history. Kingston, Jamaica: University of the West Indies Press, 2001.  


  • * Bastide, Roger, As religiões africanas no Brasil. Contribuição a uma sociologia das interpenetrações de civilizações. 3ª edição. São Paulo: Ed. Livraria Pioneira Editora. 1989.  


  • * Beirante, Maria Ângela Godinho Vieira da Rocha, Confrarias Medievais Portuguesas, Lisboa: 1990.  


  • * Boles, John B., Masters and Slaves in the House of the Lord: Race and Religion in the  South American —  1740-1870. 


  •  * Boschi, Caio César, "Os históricos compromissos mineiros: riqueza e potencialidade de uma espécie documental." Acervo, Rio de Janeiro, v.1, n.l, p. 6l-82, jan-jun. 1986.  (disponível em pdf na Internet)  


  • * Bosi, Alfredo, Dialética da colonização. São Paulo: Companhia das Letras. 1994. 


  • * Bossy, John, A cristandade no Ocidente 1400 -1700. Lisboa: Edições 70. 1990.  


  • * Boxer, C. R., A igreja e a expansão ibérica (1440 -1770). Lisboa, Ed 70, s/d (1989). 


  • * Bretes, Faustino, A Igreja e a Escravatura, Covilhão, 1932. 


  • * Brett, Stephen F., Slavery and the Catholic tradition: rights in the balance. New York: P. Lang, 1994. 


  • * Butsch, Joseph, Catholics and the Negro. University of North Carolina at Chapel Hill, 2000. 


  • * Carvalho, Jose Geraldo Vigidal de, A Igreja e a escravidão: uma análise documental. 
    Rio de Janeiro: Presença. 1985.  


  • * Daves, Alexandre P., Vaidades das vaidades: os homens, a morte e a religião nos  testamentos da Comarca do Rio das Velhas (1716 -1755). Dissertação de Mestrado, Depto. de História/FAFICH/UFMG, 1998. 


  • * Espirito Santo, Moisés, Origens Orientais da religião Popular Portuguesa, Assírio e Alvim, Lisboa, 1988. 


  • * Filipe, Nuno, «A Missionação Portuguesa e as escravatura», Congresso Internacional de História — Missionação Portuguesa e Encontro de Culturas. Braga, 1993. V. 3, págs. 465 -581. 


  • * Gouveia, António Camões, «O Enquadramento Pós-tridentino e as Vivências do  religioso», in Historia do Portugal, (dir. J. Mattoso), Vol. IV, (Cord. A. M. Hespanha), Editorial Estampa, Lisboa, 1993, pp. 290-299. 


  • * Malheiro, Perdigão, A escravidão no Brasil: ensaio historico, juridico, social. Petropolis: Vozes,1976. 2 vols. 


  • * Mattoso, Kátia M. de Queirós, Testamentos de escravos libertos na Bahia no século XIX. Uma fonte para o estudo de mentalidades. Publicações do Centro de Estudos Baianos, UFBA, 85, Salvador, CEB,1979. 


  • * Oliveira, Miguel de (Pe), História Eclesiástica de Portugal, edição Revista e actualizada, Publicações Europa *América, 1994.  


  • * Paiva, Eduardo França, Escravidão e Universo Cultural na Colônia. Minas Gerais, 1716 *1789. Belo Horizonte: EdUFMG. 2001.  


  • * Raboteau, Albert J., Slave Religion: the "Invisible Institution" in the Antebellum South, New York, 1978. 


  • * Ramos, Arthur, As culturas negras no Novo Mundo, 3ª ed., Companhia Editora  Nacional *INL/MEC, São Paulo, 1979. 


  • * Ramos, Arthur, Introdução a Antropologia Brasileira, 2 vols., Rio de Janeiro, 1943/1947.  


  • * Ramos, Arthur, O negro brasileiro. 1o volume Etnografia religiosa. Posfácio de Luitgarde O. C. Barros. 5a. Ediçao. Rio de Janeiro: Graphia. 2001.  


  • * Russell *Wood, A. J. R., Escravos e libertos no Brasil colonial. Rio de Janeiro. Civilizacao Brasileira. 2005. 


  • * Saez, Jose Luis, La iglesia y el negro esclavo en Santo Domingo: una historia de tres siglos. Santo Domingo: Patronato de la Ciudad Colonial de Santo Domingo, 1994.   Santo Domingo é a primeira Diocese das Américas. 


  • * Santos, Antônio Alves Ferreira (monsenhor), Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro. Tipografia Leuzinger. 1914.  


  • * Schwartz, Stuart B., Segredos internos. Engenhos e escravos na sociedade colonial. 1550 -1835. São Paulo: CNPq/Companhia das Letras. 1988.  


  • * Serrão, Joaquim Verissimo, Historia de Portugal, 2ª ed. revista, Ed. Verbo, Vols. III a VII, 1980-1984. 


  • * Silva, Alberto da Costa e, A manilha e o libambo. A África e a escravidão, de1500 a 1700. Rio de Janeiro: Nova Fronteira/Biblioteca Nacional. 2002.  


  • * Silva, Lina Gorenstein Ferreira da, Heréticos e impuros:a Inquisição e os cristãos *novos no Ri de Janeiro, século XVIII. Rio de Janeiro: Secretaria Municipal de Cultura. 1995.  


  • * Silva, Maria Beatriz Nizza da (org.), Brasil, colonização e escravidão. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2000.  


  • * Slenes, Robert W., ´Na senzala uma flor´: esperanças e recordações na formação da família escrava no sudeste escravista. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1999. 
  • * Soares, José Carlos de Macedo, "Fontes da história da Igreja Católica no Brasil" Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, vol 20 jul *set 1953. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional. 1954.   


  • * Soares, Mariza de Carvalho, Devotos da cor: identidade étnica, religiosidade e escravidão no Rio de Janeiro, século XVIII. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2000. 


  • * Soares, Mariza de Carvalho, "Descobrindo a Guiné no Brasil colonial". Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, ano 161, nº 407, abr/jun 2000. pp. 71-94. 


  • * Soares, Mariza de Carvalho, "From Gbe to Yoruba: Ethnic Changes within the Mina Nation in Rio de Janeiro". Toyin Falola and Matt Childs (orgs) The Yoruba Diaspora in the Atlantic World. Indiana University Press. 2005  


  • * Soares, Mariza de Carvalho, "Historias cruzadas: os mahi setecentistas no Brasil e no Daomé" Manolo Florentino (orgs.) Trafico, cativeiro e liberdade (Rio de Janeiro, séculos XVII *XIX). Rio de Janeiro. Civilizacao Brasileira. 2005. 


  • * Souza, Marina de Mello e. Reis Negros no Brasil escravista. História da Festa de  Coroação de Rei Congo. Belo Horizonte: EdUFMG. 2002.  


  • * Sweet, James H., Recreating Africa: Culture, Kinship & Religion in the Portuguese World  1440-1770. University of North Carolina. 2003. 


  • * Thornton, John, A África e os africanos na formação do mundo atlântico, 1400 *1800. Rio de Janeiro: Elvesier, 2004.  


  • * Tinhorão, J. Ramos, Os Negros em Portugal, Uma presença Silenciosa. Lisboa, Ed. Caminho, 1988.  


  • * Vainfas, Ronaldo e Marina de Mello e Souza, "Catolicização e poder no tempo do  tráfico: o reino do Congo da conversão coroada ao movimento antoniano, séculos XV * XVIII". Tempo, vol. 3, nº 6, dezembro. Niterói: Sette Letras. 1998. (p. 95-118) 


  • * Vilela, Magno, «Uma questão de Igualdade. António Vieira e a escravidão negra na Bahia», Oceanos, Nºs 30\31, Abril * setembro 1997. pp. 37-52. 


  • * Wolf, K. B., "The 'moors' of West Africa and the beginning of the portuguese slave trade." Journal of medieval and renaissance. 24:3. 1994. p. 449-469.



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Todos os escravos eram
batizados por força de lei

 

Livros, Artigos e Teses sobre Igreja e Escravidão

 

 

 * Alencastro, Luiz Felipe, O trato dos viventes: formação do Brasil no Atlântico Sul. São Paulo: Companhia das Letras. 2000.

 

 * Armando Lampe (edited by), Christianity in the Caribbean: essays on church history. Kingston, Jamaica: University of the West Indies Press, 2001.

 

 * Bastide, Roger, As religiões africanas no Brasil. Contribuição a uma sociologia das  interpenetrações de civilizações. 3ª edição. São Paulo: Ed. Livraria Pioneira Editora. 1989.

 

 * Beirante, Maria Ângela Godinho Vieira da Rocha, Confrarias Medievais Portuguesas, Lisboa: 1990.

 

 * Boles, John B., Masters and Slaves in the House of the Lord: Race and Religion in the

American South, 1740-1870.

 

 * Boschi, Caio César, "Os históricos compromissos mineiros: riqueza e potencialidade de uma espécie documental." Acervo, Rio de Janeiro, v.1, n.l, p. 6l-82, jan-jun. l986.

 

 * Bosi, Alfredo, Dialética da colonização. São Paulo: Companhia das Letras. 1994.

 

 * Bossy, John, A cristandade no Ocidente 1400 *1700. Lisboa: Edições 70. 1990.

 

 * Boxer, C. R., A igreja e a expansão ibérica (1440 *1770). Lisboa, Ed 70, s/d (1989).

 

 * Bretes, Faustino, A Igreja e a Escravatura, Covilhão, 1932.

 

 * Brett, Stephen F., Slavery and the Catholic tradition: rights in the balance. New York: P.

Lang, 1994.

 

 * Butsch, Joseph, Catholics and the Negro. University of North Carolina at Chapel Hill,

2000.

 

 * Carvalho, Jose Geraldo Vigidal de, A Igreja e a escravidão: uma análise documental.

Rio de Janeiro: Presença. 1985.

 

 * Daves, Alexandre P., Vaidades das vaidades: os homens, a morte e a religião nos

testamentos da Comarca do Rio das Velhas (1716 *1755). Dissertação de Mestrado,

Depto. de História/FAFICH/UFMG, 1998.

 

 * Espirito Santo, Moisés, Origens Orientais da religião Popular Portuguesa, Assírio e  Alvim, Lisboa, 1988.

 

 * Filipe, Nuno, «A Missionação Portuguesa e as escravatura», Congresso Internacional  de História  * Missionação Portuguesa e Encontro de Culturas. Braga, 1993. V. 3, págs. 465 *81.

 

 * Gouveia, António Camões, «O Enquadramento Pós *Tridentino e as Vivências do

religioso», in Historia do Portugal, (dir. J. Mattoso), Vol. IV, (Cord. A. M. Hespanha),  Editorial Estampa, Lisboa, 1993, pp. 290 *299.

 

 * Malheiro, Perdigão, A escravidão no Brasil: ensaio historico, juridico, social. Petropolis: Vozes,1976. 2 vols.

 

 * Mattoso, Kátia M. de Queirós, Testamentos de escravos libertos na Bahia no século XIX. Uma fonte para o estudo de mentalidades. Publicações do Centro de Estudos Baianos, UFBA, 85, Salvador, CEB,1979.

 

 * Oliveira, Miguel de (Pe), História Eclesiástica de Portugal, edição Revista e actualizada, Publicações Europa *América, 1994.

 

 * Paiva, Eduardo França, Escravidão e Universo Cultural na Colônia. Minas Gerais, 1716 *1789. Belo Horizonte: EdUFMG. 2001.

 

 * Raboteau, Albert J., Slave Religion: the "Invisible Institution" in the Antebellum South, New York, 1978.

 

 * Ramos, Arthur, As culturas negras no Novo Mundo, 3ª ed., Companhia Editora

Nacional *INL/MEC, São Paulo, 1979.

 

 * Ramos, Arthur, Introdução a Antropologia Brasileira, 2 vols., Rio de Janeiro, 1943/1947.

 

 * Ramos, Arthur, O negro brasileiro. 1o volume Etnografia religiosa. Posfácio de Luitgarde O. C. Barros. 5a. Ediçao. Rio de Janeiro: Graphia. 2001.

 

 * Russell *Wood, A. J. R., Escravos e libertos no Brasil colonial. Rio de Janeiro. Civilizacao Brasileira. 2005.

 

 * Saez, Jose Luis, La iglesia y el negro esclavo en Santo Domingo: una historia de tres siglos. Santo Domingo: Patronato de la Ciudad Colonial de Santo Domingo, 1994. * Santo Domingo é a primeira Diocese das Américas

 

 * Santos, Antônio Alves Ferreira (monsenhor), Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro. Tipografia Leuzinger. 1914.

 

 * Saunders, A.C. de C. M., História social dos Escravos e Libertos Negros em Portugal (1441 *1555), Imprensa Nacional, Lisboa, 1994.

 

 * Schwartz, Stuart B., Segredos internos. Engenhos e escravos na sociedade colonial. 1550  * 1835. São Paulo: CNPq/Companhia das Letras. 1988.

 

 * Serrão, Joaquim Verissimo, Historia de Portugal, 2ª ed. revista, Ed. Verbo, Vols. III a VII, 1980 *1984.

 

 * Silva, Alberto da Costa e, A manilha e o libambo. A África e a escravidão, de1500 a 1700. Rio de Janeiro: Nova Fronteira/Biblioteca Nacional. 2002.

 

 * Silva, Lina Gorenstein Ferreira da, Heréticos e impuros:a Inquisição e os cristãos *novos no Ri de Janeiro, século XVIII. Rio de Janeiro: Secretaria Municipal de Cultura. 1995.

 

 * Silva, Maria Beatriz Nizza da (org.), Brasil, colonização e escravidão. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2000.

 

 * Slenes, Robert W., ´Na senzala uma flor´: esperanças e recordações na formação da família escrava no sudeste escravista. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1999.

 

 * Soares, José Carlos de Macedo, "Fontes da história da Igreja Católica no Brasil" Revista do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, vol 20 jul *set 1953. Rio de Janeiro:  Imprensa Nacional. 1954.

 

 * Soares, Mariza de Carvalho, Devotos da cor: identidade étnica, religiosidade e

escravidão no Rio de Janeiro, século XVIII. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2000.

 

 * Soares, Mariza de Carvalho, "Descobrindo a Guiné no Brasil colonial". Revista do

Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, ano 161, nº 407, abr/jun 2000. pp. 71 *94.

 

 * Soares, Mariza de Carvalho, "From Gbe to Yoruba: Ethnic Changes within the Mina Nation in Rio de Janeiro". Toyin Falola and Matt Childs (orgs) The Yoruba Diaspora in the Atlantic World. Indiana University Press. 2005

 

 * Soares, Mariza de Carvalho, "Historias cruzadas: os mahi setecentistas no Brasil e no  Daomé" Manolo Florentino (orgs.) Trafico, cativeiro e liberdade (Rio de Janeiro, séculos  XVII *XIX). Rio de Janeiro. Civilizacao Brasileira. 2005.

 

 * Souza, Marina de Mello e. Reis Negros no Brasil escravista. História da Festa de

Coroação de Rei Congo. Belo Horizonte: EdUFMG. 2002.

 

 * Sweet, James H., Recreating Africa: Culture, Kinship & Religion in the Portuguese World

1440 *1770. University of North Carolina. 2003.

 

 * Tardieu, Jean *Pierre, L'Eglise et les Noirs au Perou (XVIe et XVIIe s.), Thèse de

Doctorat d'Etat és Lettre, 2 vol. Bordeaux, 1987.

 

 * Thornton, John, A África e os africanos na formação do mundo atlântico, 1400 *1800. Rio de Janeiro: Elvesier, 2004.

 

 * Tinhorão, J. Ramos, Os Negros em Portugal, Uma presença Silenciosa. Lisboa, Ed. Caminho, 1988.

 

 * Vainfas, Ronaldo e Marina de Mello e Souza, "Catolicização e poder no tempo do

tráfico: o reino do Congo da conversão coroada ao movimento antoniano, séculos XV * XVIII". Tempo, vol. 3, nº 6, dezembro. Niterói: Sette Letras. 1998. (p. 95 *118)

 

 * Vilela, Magno, «Uma questão de Igualdade. António Vieira e a escravidão negra na Bahia», Oceanos, Nºs 30\31, Abril * setembro 1997. pp. 37 *52.

 

 * Vincent, Bernard, «Les Confréries de Noirs dans la Péninsule Ibérique (XVe *XVIIIe

siècles)». In Religiosidad y Costumbre Populares en Iberoamérica, Actas del Primer Encuentro Internacional Celebrado en Almonte *El *Rocío (España) del 19 al 21 de  Febrero de 1999, Huelvas. 2000. pp. 17 *28.

 

 * Wolf, K. B., "The 'moors' of West Africa and the beginning of the portuguese slave  trade." Journal of medieval and renaissance. 24:3. 1994. p. 449 *469.